Página Inicial   >   Colunas

CRÔNICAS FORENSES Sobre geralistas e criminalistas

01/10/2013 por Roberto Delmanto

 

Mestre Waldir Troncoso Peres, que pontificou na advocacia criminal brasileira na segunda metade do século passado, dizia que o geralista – advogado que atua em todas as áreas do direito – é alguém que sabe um pouco de tudo e muito de nada...

 

Não é o caso de grandes e conceituados escritórios que, embora atuando em todas elas, possuem especialistas em cada área.

 

Mas nem sempre foi assim. Houve épocas em que eles preferiam não atuar na advocacia criminal. Seja por envolver a liberdade e a honra das pessoas – valores que transcendem os predominantemente econômicos e financeiros de outras especialidades –, seja pela dificuldade maior em nela estabelecer os intransponíveis limites éticos.

 

Um desses renomados escritórios – com mais de uma centena de advogados – me confiou, certa ocasião, a defesa de um de seus principais clientes, denunciado criminalmente por crimes falimentares. Embora a falência envolvesse algumas dezenas de milhões de dólares, optei por cobrar honorários bem razoáveis. Era a primeira vez que esse escritório me indicara e eu tinha a esperança de estabelecer com ele uma relação profissional duradoura.

 

Impetrei um habeas corpus e a ordem foi unanimemente concedida para trancar a ação penal. Apesar do sucesso da minha atuação, não mais fui indicado pelo referido escritório.


Passado algum tempo, entendi o que ocorrera. Um colega de Faculdade de meu filho Roberto, sabendo que nele estavam precisando de novos profissionais, candidatou-se ao cargo.

 

Na entrevista que teve com um dos sócios, este lhe perguntou em quais áreas possuía prática, e ele lhe disse que já atuara nas áreas imobiliária, tributária, cível e administrativa. Tendo o sócio indagado se conhecia a área criminal, respondeu, com sinceridade, que dela nada sabia.

 

Foi aí que o entrevistador lamentou não poder contratá-lo, pois era justamente para essa área que precisavam de um advogado. Segundo ele, estavam cansados de dar dinheiro para os criminalistas...

Comentários

BEM-VINDO À CARTA FORENSE | LOG IN
E-MAIL:
SENHA: OK esqueceu?

ROBERTO DELMANTO

Roberto Delmanto

Advogado criminal, é autor dos livros Código Penal Comentado, Leis Penais Especiais Comentadas,
A Antessala da Esperança, Causos Criminais e Momentos de Paraíso - memórias de um criminalista, os três primeiros pela Saraiva e os demais pela Renovar.

NEWSLETTER

Receba nossas novidades

© 2001-2018 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br